quarta-feira, 31 de dezembro de 2014
Título original: Almost Forever
Título: Quase Eterno
Autor: Linda Howard
Tradução: Déborah Barros
Série: Spencer-Nyle Co. 02
Editora: Harlequin
Ano: 2011
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Antes de qualquer coisa, considero este livro recomendadíssimo.

É indiscutível que Linda Howard sabe como poucas, escrever um romance. Vide a Saga Família Mackenzie. Ela consegue nos prender a atenção com esses homens maravilhosos e prepotentes e com mocinhas sensíveis e apaixonadas (não bobas ou cegas).

Por isso acho que quando um novo livro de Linda Howard é editado ou por ventura um velho livro cair em suas mãos, procure dar atenção a ele, pois uma boa história este romance contém.

Vamos ao que interessa, história elabora, personagens fortes, com pegada. Claire uma mulher separada, que não percebe a força e a beleza que tem. Max é aquele típico homem lindo, confiante e que nunca desiste do que lhe interessa, na realidade mega - ultra - confiante.

Max quer se apoderar da empresa que Claire trabalha, e para isso se aproximar dela para obter informações privilegiadas. Só que desde o momento em que se olham pela primeira vez, se apaixonam.

A questão é que como a maioria dos homens prepotentes e poderosos, Max sabe, só Deus sabe como, separar a vida profissional da sentimental. E acredita não ter traído Claire ao usar a informação que ela lhe passa inocentemente.

O problema, se é que é realmente um problema. Claire vê a vida como um todo. Como se o trabalho e o privado fossem uma extensão um do outro ou vice versa.

Mas isso não quer dizer que pode misturar, entende? Trabalho é trabalho. Privado é privado.

A igualdade está na forma que você encara essas duas formas da vida. O mesmo entusiasmo e dedicação que se tem na vida sentimental se podem ter no trabalho. E é indiscutível que um interfere no outro.

Espero ter me feito entender.

O que realmente importa é que Claire colocou Max, no seu devido lugar. O fez sofrer. E mostrou que confiar é preciso em todos os momentos, seja em casa ou no trabalho.

Amei ver Max com medo, demonstrando sua vulnerabilidade, e principalmente perder o controle, para um homem que se dizia controlar tudo com destreza. Perder o controle com o amor que sentia por Claire, foi no mínimo gratificante.


Mais que RECOMENDADÍSSIMO!!!!!!!!

ADORO!!!!



Contra Capa:

Claire Westerbrook não podia acreditar que se tornara o alvo das atenções de Max Conroy, um homem charmoso, bem-sucedido... e interessado em usá-la para ter informações privilegiada sobre sua futura aquisição: a empresa em que ela trabalhava como secretaria. Claire jamais deixara alguém se aproximar tanto quanto Max... Porém, estava decidida a não permitir que ele a iludisse, apesar da forte paixão que sentia. Seria Max capaz de traí-la em nome da riqueza e do poder? Ou cederia aos apelos de seu coração, agora cativo de Claire?

terça-feira, 30 de dezembro de 2014
Título: Não Pare!
Autor: FML Pepper
Trilogia Não Pare! 01
Editora: Valentina
Ano: 2014
Comprar: Só no site da Amazon: www.amazon.com.br


Resenha:

Gostei muito da história e principalmente dos personagens. Nina é uma fofa, que descobre que sua vida foi uma farsa. Além, dos meninos é claro que são lindos, mas que tem um probleminha com a morte e seus respectivos clãs que vivem em outra dimensão.

Tudo a princípio é muito confuso e misterioso, mas a medida que Nina vai descobrindo os porquês, fica tudo muito mais fácil e compreensível.

A sensação é que esta em um filme de ação ou algo parecido, muito movimentado. Acontecem um milhão de coisas ao mesmo tempo é muito rápido, até se perde o fôlego.

Agora, há um problema da ordem pessoas. Bom, não nego, adorei o livro. Mas estou tendo dificuldades de conceber os livros que tem seqüência. No últimos meses todos os livros que li tinha pelo menos uma seqüência. Tô sentido falta de livros que tenham um inicio, meio e fim.

Apesar do meu desabafo, quero recomendar a leitura deste excelente livro.

RECOMENDADÍSSIMO!!!!



Sinopse:

Uma vida normal e tranquila seria tudo que uma adolescente odiaria ter, certo?

Não para Nina!

Por que tinha que viver como uma nômade (ou fugitiva!), mudando de cidade ou país a cada piscar de olhos? Por que não podia saber nada sobre o paradeiro de seu pai? Por que sua mãe era tão neurótica e supersticiosa?

Milhares de perguntas.

Nenhuma resposta.

O que significavam aqueles estranhos calafrios, acidentes e mortes que insistiam em acontecer ao seu redor? Teriam eles alguma ligação com o seu defeito de nascença?

Ou seriam causados pelo selvagem bad boy de hipnotizantes olhos azuis-turquesa que costumava aparecer nos momentos mais assustadores?

Nina jamais poderia imaginar que aquele garoto sombrio de corpo escultural e fisionomia atormentada lhe abriria os olhos para um universo paralelo.

Só ele tinha as respostas para os seus mais íntimos questionamentos, mas cobraria um preço muito alto para fornecê-las:

A vida dela!





segunda-feira, 29 de dezembro de 2014
Título original: Connal
Título: Casamento Acidental 
Autor: Diana Palmer 
Tradução: Vera Vasconcelos
Série: Homens do Texas 06 
Série: Irmãos Tremayne 01
Editora: Harlequin 
Ano: 2013 
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Posso estar enganada, mas está edição da Harlequin de Casamento Acidental é muito diferente da edição da Nova Cultural. Percebi que há várias passagens que foram omitidas da edição antiga.

Nesta segunda leitura, da harlequin, Connal me pareceu muito mais interessante e muito menos ogro, não que ele não tenha sido um cavalo, mas reconheceu o erro bem cedo e fez de um tudo para concertar as bobagens que havia dito para Pepi.

Por falar em Pepi, é até pode ser inocente, mas não é burra, não é loira e ainda por cima usa botas. Totalmente diferente das habituais mocinhas da Diana, que normalmente são loiras, usam sandálias brancas e são submissas. 

Pepi sem duvida foi uma grande variedade no habitual de Diana Palmer. Um verdadeiro frescor...rs. 

RECOMENDADÍSSIMO



Contra Capa:

Casamento
Acidental

Uma noiva tímida...
Penelope Matheus é fascinada por C.C. Tremayne desde a adolescência. Até que uma noite ele bebe demais e parte para o México em busca de confusão. Para impedir que C.C. termine na cadeia, Pepi se casa com ele! Quando o porre passa, o caubói cai na realidade e fica indignado. A última coisa que ele precisa é de uma noiva virgem. C.C. exige anulação imediata! Contudo, quando mais tempo passam juntos, mais ele percebe que não quer o divórcio... ele deseja Pepi!





Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 

http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
quarta-feira, 24 de dezembro de 2014
Título original: The Lucky One
Título: Um Homem de Sorte 
Autor: Nicholas Sparks
Tradução: Marsely De Marco Martins Dantas
Editora: Novo Conceito
Ano: 2011
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha


Resenha:

Para variar Nicholas Sparks escreve mais um belíssimo livro. Uma história incrível de um homem que atravessa o país para encontrar uma mulher que ele viu numa foto, ele não sabe nada sobre ela, nem o nome, mesmo assim ele vai atrás para tentar encontra-la.

O que mais me marcou foi a objetividade de Logan, toda a sua grande capacidade de viver com tão pouco, a paciência e a magnânima pessoa ele se transformou, apesar de ter passado por uma guerra como a do Golfo. 

Ele é tão desprendido que chega a dar inveja. O que posso dizer... é um livro maravilhoso, que deve ser lido sem muita expectativa, para ser surpreendido e cativado. 

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

"Mas não estava em outra época é lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografia dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela."

"Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto.

Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...)

Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Essa não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. Outros pensavam que ele caminhava simplesmente pelo prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar. Simples assim. Gostava de partir quando sentia vontade, no seu próprio ritmo, para o lugar que quisesse. Depois de passar anos cumprindo ordens no Corpo de Fuzileiros Navais, a liberdade o atraía. (...)

Até ter encontrado a fotografia, a vida de Thibault seguia como há muito havia planejado. Ele sempre tinha um plano."

Nicholas Sparks traz-nos uma emocionante história sobre a força avassaladora do destino que se sobrepõe a tudo e dá sentido até aos momentos mais inexplicáveis da vida.



Sinopse:

"Victor analisou a fotografia antes de devolvê-la:

- Você disse que a achou no nascer do dia? Esse momento mais poderoso do dia. Isso é um sinal. Ela é o seu amuleto da sorte. Olha só a camiseta dela. Você achou essa fotografia por um motivo. Ninguém deu falta dela também por um motivo. (...) ela estava destinada a você."

"Thibault lembrou-se de que Victor gostava de falar sobre destino. Acreditava piamente em coisas desse tipo e, na última vez que estiveram juntos, disse que Thibault saberia qual seria seu destino quando o encontrasse. Ele não conseguiria tirar esse pensamento da cabeça, por mais que tentasse. Não parava de ouvi-lo dizer isso e, aos poucos, começou a perceber que não tinha certeza de onde encontrá-lo. Sabia que não estava no Colorado. Finalmente, colocou a mochila nas costas e começou a andar. Sua mãe achou que tivesse perdido o juízo. Mas cada passo que dava na estrada, ele começava a sentir-se renovado. Como se a viagem fosse o necessário para a sua cura. E quando chegou a Hampton, sabia que não precisava mais continuar. Era para lá que deveria ter ido."

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014
Título original: Run The Risk
Título: Correndo Risco
Autor: Lori Foster
Tradução: Vera Vasconcellos
Série: Love Undercover 01 
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais. 


Resenha:

Nossa!!! Adorei!!!

O detetive Logan superou as minhas expectativas.

E a Pepper, que mulher forte e desinibida. Que força de vontade, conseguiu se disfarçar de tal forma, que ninguém perderia tempo em olhar pra ela. Muito esperta!

Logan e Pepper juntos conseguiriam colocar fogo em tudo. Que casal quente. Já li vários livros hot, onde os casais não tinham nem a metade do fogo destes dois.

Sem duvida alguma é uma história repleta de ação, aventura e muito, mais muito hot.

E agora vamos aguardar o segundo volume, que contara a história de Reese e Alice, será que eles serão quentes também?

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Correndo Risco

Nada pode perturbar um policial em busca de justiça.
A não ser uma linda testemunha jurada de morte...


Quando o detetive Logan Riske se disfarça para encontrar Pepper Yates, ele jura fazer o que for necessário a fim de conseguir sua cooperação. Aparentemente, ela é uma provável conexão com o assassinato não solucionado de seu melhor amigo. Porém, Pepper é tão desconfiada quanto bela, e ainda mais perigosa do que ele imaginava. A última coisa de que Logan precisa é se interessar por esta mulher... Pepper passou os últimos cinco anos driblando um corrupto dono de boate que fará de tudo para silenciá-la. Ela não pode confiar em ninguém, nem mesmo no lindo empreiteiro que se mudou para a casa vizinha. A atração é inegável. Mas será que essa paixão arrebatadora lhe trará a segurança que tanto deseja, ou seus sentimentos por Logan colocarão os dois sob a mira dos assassinos?

"Foster tem uma habilidade incrível para capturar as emoções e os desejos masculinos." - Publishers Weekly



Sinopse:

Sempre sigo minha inspiração e, agora, com minha nova série Amor Secreto, me deixei levar pelas relações maravilhosamente complicadas onde o herói, ou a heroína, ou ambos, tem que esconder suas verdadeiras identidades... mas se apaixonam mesmo assim! Não é legal? Bem, eu acho que sim! Foi muito divertido escrever este livro, espero que você também se divirta lendo.

E também espero sinceramente que quando está série chegar ao fim (daqui a muitos livros!) vocês me escrevam pedindo mais!

Este é o melhor elogio que um autor pode receber!

Boa leituras!

Lori Foster

sábado, 20 de dezembro de 2014
Título original: Kiss Me While I Sleep
Título: Beije-me Enquanto Durmo
Autor: Linda Howard
Tradução: Carolina Vaires Coelho
Série: John Medina 03  
Editora: Bertrand Brasil 
Ano: 2006
Comprar: No seguinte site: Livraria Folha


Resenha:

Nunca me decepcionei com qualquer livro da Linda Howard. Definitivamente ela tem o dom.

Claro que ela conseguiu me surpreender em vários momentos. Tudo isso porque Lily é uma figura muito interessante, não só por seu histórico, mas por sua determinação e senso de justiça, apesar de sua profissão: assassina de aluguel do governo.

Lucas é um caso a parte, sendo um agente da CIA, tem determinadas missões que lhe dão poder de matar. Ele não é um mocinho comum, pelo contrário tem uma personalidade totalmente ambíguo, em alguns momentos ele me dá a sensação de estar a um passo da marginalidade.

Aquele ar de feliz e displicente não me engana. Apesar de tudo, ele soube como lidar e teve muito bom senso no que se refere a Lily. Na realidade, Lucas, tem todo o mérito, porque soube de forma magistral transpassar todos os obstáculos. 

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Se percebesse alguém à espreita ou se notasse atrás de mim uma sombra que não fosse a minha, eu certamente agiria rápido e daria o dia por encerrado. 

Era um emprego para matar. Eficiente, profissional e sem o mínimo arrependimento, Lily Mansfield é uma assassina de aluguel contratada pela CIA. Seus alvos eram sempre os poderosos e corruptos, aqueles que nunca são atingidos pela lei.

Agora, depois de dezenove anos de serviço, Lily se envolveu por razões pessoais num jogo perigoso, para o qual não recebeu permissão. Com atitudes cada vez mais ousadas, ela acabou comprometendo seus superiores, atraiu atenção indesejada e arriscou a própria vida. Apesar de o estresse e a tensão fazerem com que ela se sinta invencível e até mesmo um tanto convencida, Lily também sabe que pode ser eliminada num piscar de olhos. E, se for a sua hora, tudo bem. Ela pretende morrer lutando.

Lucas Swain, um agente da CIA também reconhece os sinais perturbadores na linha de fogo. A ordem que recebe é para matá-la ou prendê-la. Mas ele também é atraído para o jogo com Lily Mansfield, equilibra-se na corda bamba ao tentar evitar uma catástrofe mundial e, ao mesmo tempo, luta contra um inimigo obstinado que vigia todos os passos deles dois. Mantendo o foco no seu objetivo e, ao mesmo tempo, atenta para não ser pega. Mansfield não vê o perigo mortal que está indo em sua direção. E terá que descobrir que a lealdade tem o seu preço.    

Repleto de intriga, ação eletrizante e sensualidade, características que fizeram de Linda Howard a mestra do suspense romântico, Beije-me Enquanto Durmo é uma história ousada de paixão, reviravoltas e personagens magnificamente elaborados que irão prender a atenção dos leitores. É o romance mais envolvente e complexo da carreira de Linda Howard.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014
Título original: A Creed In Stone Creek 
Título: Steven 
Autor: Linda Lael Miller
Tradução: Gracinda Vasconcelos
Série: Os Creed 01 
Editora: Harlequin
Ano: 2012 
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

O romance é muito divertido e ao mesmo tempo tem seus momentos de tensão e é pra lá de safadinho...rs. 

No início, principalmente no primeiro capítulo, achei que seria uma história mega triste onde haveria muita dor entre Matt e Steven. E que Melissa era uma idiota manipulável. Mas na realidade me enganei redondamente. 

Claro que Matt sente a falta dos pais e que Steven sente falta dos amigos. Mas os dois querem formar uma nova família e serem felizes juntos. E Melissa não é nada manipulável, apenas não consegue dizer não aos adoráveis e impagáveis habitantes da comunidade de Stone Creek.

É obvio que Matt e Steven se apaixonaram completamente por Melissa desde o momento que os dois a conheceram. Mas como uma boa mocinha ela não facilitou nem um segundo para Steven. Mas se derreteu no mesmo instante pelo menininho.

E Matt, com apenas 5 anos, é um menino mega inteligente e maduro. Claro que o sofrimento amadurece, mas o garoto é demais. Sabe exatamente o que quer e deixa muito claro pra quem quiser ouvir. 

Tudo maravilhoso e de certa forma coerente. Mas o que me pegou de surpresa foi o lado sensível de Steve. Não sei se estou mal acostumada com os meus ogros adoráveis, que não tem um pingo de sensibilidade naqueles corpos perfeitos. 

Já o gostosão lindo e maravilhoso do Steven, que apesar de manter toda a sensibilidade muito bem escondida, numa postura serena e muda. Porque ele é muito quieto e correto, mas por dentro é um poço de sensibilidade. Será que tô exagerando? E vendo demais, por ter como referência homens insensíveis e ignorantes?

Seja como for é o que penso. Se estiver equivocada, paciência. Não vou mudar de idéia.


RECOMENDADÍSSIMO!!!

Obs.: amo dos os ogros, insensíveis e ignorantes, ok? Só pra deixar bem claro...



Contra Capa:

Steven

Os Creed
Linda Lael Miller está de volta com uma nova trilogia. Três romances sobre a força do amor e como criar raízes. Experimente a emoção de ler as histórias dos Creed, três primos duros de domar!

Quando o advogado solteiro Steven Creed se torna tutor de um menino órfão de 5 anos, ele troca seu escritório de advocacia na cidade grande por uma fazenda próxima a seus parentes, os McKettrick, na harmoniosa comunidade de Stone Creek, Arizona. Tomar conta do pequeno Matt e consertar a casa  já gasta da fazenda, junto com o velho celeiro, obriga-o resolver alguns problemas aos quais ainda estava preso. Ao assumir a defesa de um adolescente local, Steve conhece sua companheira, a linda e certinha Melissa O’Ballivan, promotora pública do condado. No entanto, ele ainda levaria um tempo até descobrir que um menino atormentado, um cão fofo e uma mulher que nunca esperou ganhar o coração de um homem poderiam fazer de Stone Creek seu verdadeiro lar.  

terça-feira, 16 de dezembro de 2014
Título original: Tistou Les Pouces Verts
Título: O Menino do Dedo Verde
Autor: Maurice Druon
Tradução: D. Marcos Barbosa 
Editora: José Olympio Editora
Ano: 2014
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:


Já li está obra prima da literatura a "milhares de anos" atrás, e talvez por isso, o texto tenha ficado na minha memória até hoje. Para fazer está resenha comprei a nova edição, e me apaixonei outras vez por Tistu.

É preciso preveni-los, que quando forem ler este livro, procurem estar com a mente aberta, não vá ler com pensamentos ou imagens pré-fabricadas.

Obvio que o livro é uma ficção. Alguns até podem chamar de fantasia, mas pra mim e o para o tradutor D. Marcos Barbosa é um texto "transbordante de humor e poesia".

Muitos comparam "O Menino do Dedo Verde" ao "O Pequeno Príncipe" porque nos dois livros há um protagonista criança e menino, mas as semelhanças acabam por aí. Pois, as histórias são completamente diferentes, não é possível compará-los. Por mais que alguns continuem tentandos, pra mim não há comparações.

Então, te aconselho a permitir que Tistu, te leve para caminhar pela relva do prado

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

...Obra-prima de pura ficção,
transbordante de humor e poesia.

D. Marcos Barbosa



Sinopse:

Um acontecimento
a destacar

Trata-se de um dos acontecimentos, não direi literários, mas poéticos, do ano, o lançamento deste livro de Maurice Druon, traduzido por um dos mais completos conhecedores da linguagem lírica no Brasil, Dom Marcos Barbosa. O fato do monge beneditino, recriador em nosso idioma de O Pequeno Príncipe, haver se dedicado a verter esse outro texto, já é uma espécie de garantia prévia no tocante à sua qualidade, ao seu lirismo, à sua lição de poesia e de verdade. Maurice Druon, embora acadêmico e autor de romances históricos, nada perdeu de flexibilidade, de gratuidade lírica, não se deixou esclarecer nem emburguesar pelos títulos, lauréis e outras prendas da velhice. Foi capaz de articular um relato nesse dificílimo idioma que adultos e crianças entendem, os primeiros, é claro, se não matarem em si o espírito de infância, isto é, o espírito de poesia. Livro para reler ao longo dos anos, se temos sorte de descobri-lo na idade cronológica certa; livro para meditar em toda a sua riqueza, se já o recebemos adultos. O paralelo com o récit hoje clássico de Saint-Exupéry não é exagerado. Dom Marcos que verteu a ambos para nosso idioma, confessou que só deu pela semelhança quando terminou o trabalho e se pôs a refletir criticamente sobre o livro. De fato, o Pequeno Príncipe pertence a uma mitologia; Tistu, o menino do dedo verde, está, ao contrário, preso às contingências sociológicas do mundo em que existimos. O primeiro é intemporal, o segundo é filho da era da poluição, de agressividade e do desentendimento. Sua missão é justamente despoluir, humanizar, reintroduzir a poesia num universo do qual ela se encontra exilad. Sobre um mundo cinza e enlutado, Tistu deixa impressões digitais misteriosas que suscitam o reverdecimento e a alegria. Tão apaixonante quanto o Pequeno Príncipe, sua tarefa é mais urgente é mais original. Druon foi capaz de criar um símbolo rico de conotações e de apelos, um significante  símbolo cujo significado jaz um pouco em cada leitor, capaz de florecer ao descobrir-se também possuidor de um polegar verde. Segundo a explicação do velho jardineiro, Bigode, ao menino, "o polegar verde é invisível. A coisa se passa dentro da pele: é o que se chama um talento oculto. Só um especialista é que descobre. Ora, eu sou um especialista. Garanto que vocé tem polegar verde". E à pergunta atônita de Tistu, o jardineiro prossegue: "Ah! É uma qualidade maravilhosa, um verdadeiro dom do céu. Você sabe: há sementes por toda parte. Não só no chão, mas nos telhados das casas, no parapeito das janelas, nas calçadas das ruas, nas cercas e nos muros. Milhares e milhares de sementes que não servem para nada. Estão ali esperando que um vento as carregue para um jardinou para um campo." 

A simbologia quase evangélica deste pequeno livro faz dele realmente um acontecimento a destacar entre a massa dos lançamentos literários. Cremos estar presenciando o retorno do Pequeno Príncipe: como nas fábulas antigas, se disfarça como Tistu, para só revelar sua verdadeira identidade aos que como ele possuem o polegar verde.

Nogueira Moutinho 
Folha de S. Paulo, junho de 1973
domingo, 14 de dezembro de 2014
Título original: Silver Wings, Santiago Blue
Título: As Moças de Azul
Autor: Janet Dailey
Tradução: Ruy Jungmann
Editora: Record
Ano: 1987
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Este romance com certeza é um dos mais realistas que Janet escreveu. Todas as estórias da autora são intensas, as emoções estão sempre à flor-da-pele, há reviravoltas e momentos de clímax.

Neste livro temos todos os sentimentos que normalmente estão presente, mas, a diferença está no final real. É tão realista que o "romance" fica em segundo plano, para termos uma aula da cultura patriarcal americana e de certa forma mundial.

Porque apesar do mundo ser mais democrático e termos presidente mulher, 1.° ministra e outros cargos de importância na chefia de um país, mas quem toma realmente as decisões no cenário político e econômico ainda são os homens.

Apesar do imperialismo machista mundial, esse livro ainda deve ser lido, pelos mesmos motivos que normalmente lemos os romances da Janet, apenas não esqueça que a história é mais real que normal.

Recomendo!!! 




Contra Capa:

As Moças 
             de Azul                                 


Janet Dailey escolheu para tema de seu novo romance a história empolgante das primeiras WASPS, as pilotos femininas da Força Aérea Americana, que arriscaram suas vidas, suas ambições e seus sonhos para participar do esforço de guerra durante a Segunda Guerra Mundial.  

Dispostas a conquistar o brevê de piloto num mundo de homens, quatro jovens se unem por sua paixão indômita pela aviação. Dos rigores do treinamento militar aos turbulentos romances com colegas oficiais, até as guerras íntimas de cada uma em busca de amor e respeito, Janet Dailey exalta a coragem da mulher na guerra... num mundo onde a vida, o tempo e o amor nunca foram tão fugazes... nem tão preciosos.


DIRETAMENTE DAS LISTAS DE BESTSELLERS
DO NEW YORK TIMES PARA AS LIVRARIAS 
                  BRASILEIRAS                                        



Sinopse:

Em As Moças de Azul, Janet Dailey conta a sua melhor e mais ambiciosa história  até então – a história das primeiras WASPs, as Pilotos Femininas de Serviço, que arriscaram a vida e enfrentaram a censura de seus colegas quando deram tudo de si no esforço de guerra durante a Segunda Guerra Mundial. 

Ignorando a desaprovação de pais, amigos e de amantes, quatro mulheres chegam a Sweetwater, Texas, resolvidas a conquistar as asas de piloto do Exército e o uniforme azul-santiago das WASPs: Eden Van Valkenburg – uma bela e mimada debutante de Nova York, entediada com as restrições da época e a falta de rapazes casadoiros; Cappy Hayward – ex-menina rebelde criada no ambiente militar, dilacerada entre o amor e o ódio à vida no Exército, resolvida a não sofrer o mesmo destino da mãe, de mero apêndice da carreira do pai; Marty Rogers – uma ambiciosa moça de classe média que considera sua habilidade como aviadora a oportunidade de superar o irmão mais velho e predileto e conquistar o respeito dos pais; e Mary Lynn Palmer – uma doce moça sulista que quer voar para ficar espiritualmente mais próxima do marido piloto que está lutando no exterior.

Chegam elas com ambições, sonhos e ilusões diferentes – mas antes de serem desmobilizadas, cada uma delas tem de lutar sua própria guerra privada pelo amor, o respeito e o reconhecimento.

Com intensidade, Janet Dailey traz à vida o júbilo e o desespero, o romance e o perigo de mulheres que fazem serviços 'de homem' num mundo masculino. Nos rigores diários da pilotagem de pesados e sofisticados aviões, nos seus turbulentos amores com colegas oficiais e na luta dessas moças para conquistar um lugar legítimo e merecido no Exército, Janet Dailey celebra a coragem de mulheres na guerra e, acima de tudo, faz-nos compartilhar da glória sem paralelo de mulheres que voam num céu que também lhes pertence. 

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014
Título original: The Savage Heart
Título: Coração Selvagem 
Autor: Diana Palmer 
Tradução: Gracinda Vasconcelos
Editora: Harlequin
Ano: 2012 
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Os livros contemporâneos da autora Diana Palmer sempre apresenta uma mocinha virgem e submissa e um mocinho ogro e com aversão ao amor. 

Já nos livros de época tudo é diferente, as mocinhas são fortes e determinadas, estão muito a frente de seu tempo, o mocinho e sempre protetor, amável e acha que a mocinha não quer ficar com ele.

Em Coração Selvagem, temos Tess uma mulher que deseja a emancipação das mulheres e o direto ao voto. Matt é um descendente de índios Sioux que esconde suas origens numa aura de mistérios.

Os dois personagens já viveram um romance no passado quando eram adolescente, mas o preconceito fez Matt trocar as planícies de Montana pela cidade grande de Chicago.

Depois da morte do pai Tess vai atrás de Matt em Chicago, e os dois vão viver uma aventura atrás da outra: como salvar da cadeia uma amiga de Tess, as passeatas de Tess que sempre acabam em confusão e o amor que um tem pelo outro.

Mas será que Matt vai permitir que Tess entre em sua vida outra vez? Ou o seus próprios medos e preconceitos vão afasta-lá?

Sério, compreendo o medo de Matt, também no início do século passado, os índios americanos eram tratados como lixo. Ele mesmo só se torna um homem respeitado, porque escondeu suas origens. 

É muito complicado. Mas pelo menos temos um belíssimo romance com muitos assuntos que até hoje são polêmicos, e que eram ainda mais no início de 1900. 

Excelente leitura!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!



Contra Capa:

Coração Selvagem

Diana Palmer, autora best seller do The New York Times, apresenta um romance clássico. A história de uma mulher com sonhos grandes e de um homem sem mais nada a acreditar... a não ser na força de seu amor!

Tess Meredith e Matt Davis cresceram nas belas planícies de Montana. Mas uma ameaça pairava sobre a forte amizade que os unia: preconceito pelo sangue Sioux de Matt. Ao buscar a sorte em Chicago, com muito esforço ele conseguiu construir uma nova vida, ainda que atormentado pelo remorço de ter abandonado o amor de uma encantadora menina. Até que um dia Tess tem questões a resolver em Chicago. E mais uma vez ela fará parte do mundo de Matt, trazendo de volta o passado que ele tentará por diversas vezes enterrar. Assim como Matt, ela carrega as marcas do tempo. Tornando-se uma mulher madura, decidida a lutar por seus direitos na sociedade. Mas, acima de tudo, disposta a enfrentar qualquer tipo de hostilidade para ficar ao lado do homem cujo coração selvagem a conquistara...




Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 

http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
quarta-feira, 10 de dezembro de 2014
Título original: Ruby
Título: Rubi
Autor: Ruth Lagan 
Tradução: José Batista de Carvalho
Série: As Jóias do Texas 04 
Editora: Nova Cultural
Ano: 1998 
Comprar: Infelizmente só nos sebos. 


Resenha:

A exuberante Rubi tem uma forma muito particular de resolver tudo, que me fascina, até suas pequenas vinganças são adoráveis.

Pena que o xerife Quent demora tanto tempo para perceber o ser maravilhoso que tem nas mãos. 

Enquanto o homem da lei mete os pés pelas mãos, Rubi vai nos mostrando seu verdadeiro eu, e desmistificando a imagem de mulher fatal. 

O lado exuberante e sensual de Rubi, não passa de uma máscara para esconder a carência e a baixa estima.

Não esquecendo que ela não se submete a nenhum tipo de autoridade. Mas tenho pra mim, que o xerife Quent, pode fazer cumprir a lei, se usar a paixão com Rubi, pois a lei do amor é simplesmente divina.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Rubi Jewel tinha um
charme arrasador, mas
não  consegue dobrar 
o xerife Quent Regan!


Rubi não se submetia a nenhum tipo de autoridade e sabia como ninguém enfeitiçar os homens. 

Quent jurará que faria aquela conquistadora de corações cumprir a lei, embora a paixão que ele sentia pela ardente Rubi ameaçasse romper todos os códigos...



Sinopse:

Com Rubi, a sensacional história da última das irmãs Jewel, chegamos ao final de As Jóias do Texas, esta fantástica minissérie que, com toda a certeza, fez seu coração acelerar.



Obs.: não é o último livro da série, ainda há o irmão mestiço, mas não foi lançado no Brasil, e infelizmente ainda não consegui a minha copia em inglês, mas estou tentando.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014
Título original: The Unexpected Millionaire
Título: Inesperado 
Autor: Susan Mallery 
Tradução: Leandro Santos
Série: The Million Dollar Catch 02 
Editora: Harlequin
Ano: 2014 
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária.

Não é atoa que Kane se apaixona de cara. Mas, ele é tão desconfiado e traumatizado, que nem se dá conta do que sente, confundi tudo com desejo.

Willow é tão maravilhosa e preocupada com ele, que tenta salvá-lo de si mesmo. Mas, Kane tem tanto medo, que não permite que nossa mocinha o adore. E a expulsa de sua vida.

Agora Kane está sozinho como sempre quis, completamente sozinho no silêncio. Mas há um porém, o silêncio e a solidão já não são o suficiente para o nosso herói. Ele precisa desesperadamente da doidinha e barulhenta da Willow.

Será que ela vai querê-lo de volta? Será que ela ainda o ama? 

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Inesperado

Um prazer imprevisto


Kane Dennison cometera seu primeiro erro ao levar Willow Nelson para dentro de sua casa, um espaço que era apenas dele. Tudo bem ela precisava de ajuda, contudo, bastou um gesto de atenção para Willow começar a pensar que ele pudesse ser um homem bom. Mas estava enganada. O segundo erro de Kane fora se render a uma paixão louca depois de ter advertido Willow a ir embora. Uma mulher como ela merecia mais do que apenas uma noite. Willow acreditava em almas gêmeas, enquanto Kane desconfiava de todos e não precisava de ninguém. Apesar disso, ela seria capaz de modificá-lo?



Sinopse:

A diversão de Irresistível continua com a história de Willow. É possível que ela tenha o pior gosto de todos os tempos para homens. É sério. Willow encontra um cara que precisa ser salvo, resolve os problemas dele e, em seguida, ele a abandona. Não é um plano muito bem-pensado da parte dela. Então, quando Willow literalmente cai nos braços de Kane Dennison, não faz idéia no que está se metendo.

Kane é um guerreiro em todos os sentidos da palavra. É moreno. É perigoso. É incrivelmente hot. Também está determinado a evitar que Willow se torne parte da vida dele. Mas, honestamente, como um macho Alda poderoso e rico conseguiria enfrentar uma pequenina e semivegetariana cartunista com talento para jardinagem que simplesmente não o deixa em paz? O coitado nem sabe o que o atingiu.

Willow é exatamente do que nosso solitário herói precisa. Ele só não percebeu isso ainda. Inesperado é divertido de um jeito delicioso, ardente e sexy, com muitas reviravoltas. Espero que gostem da emoção!
sábado, 6 de dezembro de 2014
Título original: Love Virtually
Título: @mor
Autor: Daniel Glattauer 
Tradução: Eduardo Simões
Série: Emmi & Léo 01
Editora: Suma de Letras
Ano: 2012
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura e Livraria Folha 


Resenha:

Quando comecei a ler @mor não tinha idéias do que se tratava a estória. Mas desde início fui capturada pela linguagem. Adorei a forma, a troca de emails entre Emmi e Léo, e toda a confusão que surgiu, simplesmente, porque houve um erro no endereço eletrônico.

Num primeiro momento cheguei me a identificar com esse casal tão improvável. Mas, a partir do momento que Emmi se torna possessiva e intrometida. Meu interesse se voltou exclusivamente para o Léo. Não esquecendo de mencionar, o marido da Emmi. Homem mais patético, sem amor próprio. Um covarde de marca maior.

E por fim, Léo toma uma atitude digna. Que mostra sua intenção de colocar um ponto final, num relacionamento fadado ao fracasso. Totalmente ilusório. Até aonde sei, nem tudo está acabado, pois segundo consta a uma continuação, que provavelmente já foi lançada. 

Espero ter o prazer de mudar minha opinião sobe a Emmi.

Recomendo.



Sinopse:

Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Romance de estreia de Glattauer e campeão de vendas na Alemanha e na Espanha, o livro explora, sob roupagem moderna, sentimentos familiares a amantes de todas as gerações.
quinta-feira, 4 de dezembro de 2014
Título original: The Hiddeb Heart
Título: O Castelo das Sombras 
Autor: Candace Camp 
Tradução: Michele Gerhardt
Série: Trilogia dos Aincourt – Livro 02
Editora: Harlequin 
Ano: 2011
Comprar: É possível compra no site da Harlequin: www.harlequinbooks.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Este segundo livro e tão ou mais fascinante que o primeiro. Acontecem tantas coisas, que se você não estiver atento perde algum detalhe, pois a história e tão movimentada, com tantas reviravoltas. 

Com certeza é uma maravilhosa obra que pertence à categoria "Romances Históricos" (Devo deixar claro, que tenho, digamos, certo pavor de romances históricos)

O que me fascina nesta trama é que não se perdem tempo em discrições entediantes e longas de locais ou situações, típicas do período que a história se encontra. Não há espaço para ficar enchendo  linguiça. Como já disse, há tantos acontecimentos.

Entre uma reviravolta ou outra, Richard e Jessica vão se unindo de todas as formas possíveis e imaginárias, para tentar solucionar todos os problemas que vão aparecendo. E todo esse envolvimento só torna a história ainda mais atrativa. 

Há tantas situações maravilhosas e intrigantes, que não devo estragar as a surpresa,  mencionando-as. O que posso dizer que é um livro:

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

O Castelo das Sombras
Trilogia dos Aincourt
Livro 2


O destino parecia ter feito o pior...
Com a vida arruinada, Richard, conde de Cleybourne, retorna para seu castelo no campo com o propósito de se recuperar da trágica perda que havia sofrido. Mas seus planos são interrompidos com a chegada de Jessica Maitland. A governanta ruiva e geniosa havia trazido Gabriela, de quem Richard seria o tutor. Como se sua presença já não fosse ruim o suficiente, Jessica revela que Gabriela corre perigo. Alguém quer se apoderar da fortuna da menina, talvez uma pessoa que o duque conheça muito bem.

Agora, devido a uma nevasca violenta, uma combinação estranha de hóspedes se instalou no castelo. E quando uma pessoa aparece morta, Richard e Jessica têm de descobrir quem é o assassino e solucionar o mistério, apesar de estarem mergulhados no mais apaixonado de todos os enigmas: os segredos de um coração solitário.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014
Título: Bellini e a Esfinge
Autor: Tony Bellotto
Série: Bellini 01 
Editora: Companhia das Letras 
Ano: 2009
Comprar: Infelizmente só nos sebos


Resenha:

Fazem algumas horas que terminei de ler, mais ainda assim não me sai da cabeça, o desfecho deste livro. Só posso dizer que adorei.

Já li inúmeros livros que tem como personagem principal um detetive, adoro, mas este texto em especial me surpreendeu de uma forma, que penso ser capaz de dizer que é o melhor livro que já li do gênero.

Pense, sou uma fã declara de Sherlock Holmes. 

Mas o Bellini coitado, não descobre nada, sempre atrás das pistas equivocadas. O melhor são as pessoas com quem ele se relaciona e sua vida intima. Porque se fomos nos ater a suas investigações, o coitado e um fiasco.

Apesar de todo os enganos, ele é um personagem maravilhosamente neurótico e adorável.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Quem é Ana Cíntia Lopes? Por que Camila e Dinéia sumiram? O que deseja Fátima? Por que Fabian segue Pompílio? Quem matou o doutor Rafidjian? Qual o segredo de Beatriz?

Para enfrentar o mistério de várias esfinges, quase todas do sexo feminino, o detetive Remo Bellini percorre o submundo da cidade de São Paulo. Os mistérios vão se desvendando aos poucos, de forma surpreendente, até que a decifração do enigma final deixa Bellini perplexo, com gosto horrível na boca.



Sinopse:

Quando o Dr. Rafidjian , um renomado médico, vai até a agência de detetives de Dora Lobo, ele deseja saber o paradeiro da garota de programa Ana Cíntia Lopes. A incumbência logo vai parar nas mãos de Remo Bellini e de Beatriz, sua nova assistente. Só que o assassinato brutal do cliente muda o rumo das investigações, levando a dupla de investigadores a situações de risco e muita adrenalina. Buscando solucionar o crime, eles irão percorrer o submundo da noite de São Paulo, onde encontrarão Fátima , uma misteriosa prostituta que se envolve com Bellini.

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email