sábado, 30 de maio de 2015
Título: Perseguido 
Autor: Luiz Alfredo Garcia-Roza
Série: Espinosa 05 
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2003
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha e Amazon


Resenha:

É uma trama psicológica muito bem escrita, onde o autor se supera, neste romance policial, o mistério fica no ar.

Este é o terceiro livro do delegado Espinosa que leio e cada vez fico mais impressionada com sua capacidade de percepção da realidade, seu vislumbre imaginativo e do seu raciocínio lógico.

Também acho extremamente importante que o delegado tenha total conhecimento do lado bom e ruim da polícia. E consiga conviver com tudo sem se corromper. 

Agora a história em si é maravilhosa, talvez nem precisasse do "aval" do delegado. Mas não há dúvida que a presença de Espinosa só engrandece ainda mais a trama psicológica.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

O psiquiatra de um hospital universitário sente-se perseguido por um jovem paciente. O sentimento de perseguição aumenta a cada dia é passa a ser vivido por outras pessoas ligadas ao médico. Misteriosamente, o paciente desaparece e, depois de alguns meses, é dado como morto.

A essa morte seguem-se outras, sem que se possa determinar quem está sendo perseguido e quem é o perseguidor. Tampouco é possível concluir com clareza se as pessoas morreram de morte natural ou se foram assassinadas.

Em meio a essa trama, o delegado Espinosa tenta separar o que é real do que é fantasia, tendo como guia apenas a convicção de que a morte não é um delírio.
quinta-feira, 28 de maio de 2015
Título original: Big Sky Country
Título: Terra do Céu Aberto
Autor: Linda Lael Miller
Tradução: Gracinda Vasconcelos 
Série: Big Sky 01
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Meu Deus!!!

Senhor da Glória!!!

Esse xerife Slade é um pedaço de mau caminho. Além de lindo e másculo, ele é do tipo caladão que só fala o estritamente necessário.

Com certeza esses são os melhores, pois agem em vez de falar.

Joslyn à princípio me pareceu muito insegura. Mas com Slade ao seu lado, ela ficou bem desinibida. 

Além do obvio, temos Slade  tentando lidar com o reconhecimento do pai, pois depois de morto, o rancheiro deixou um testamento reconhecendo Slade e lhe deixando metade da herança. Hutch seu meio-irmão não está nada feliz com essa decisão imposta pelo falecido pai.

Já Joslyn, quer fazer justiça, mesmo que ela não nada tenha ver com os pecados dos outros, mas o passado lhe pesa a consciência. E ela vai se sacrificar para obter paz de espírito. Uma mulher sem dúvida alguma fascinante.

Sem dúvida a história é ótima e todos os personagens são maravilhosos.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Terra do Céu Aberto

Um homem e uma mulher se apaixonam.
Vencem as diferenças que por tantos anos os afastaram.
Libertam-se do passado.
E iniciam no presente a vida com a qual sonharam...

Filho ilegítimo de um fazendeiro rico, o xerife Slade Barlow foi criado somente pela mãe, sem jamais ser reconhecido pelo pai... Até receber uma notícia inesperada. De uma hora para outra Slade se torna herdeiro de metade da fazenda Whisper Creed, uma das mais prósperas em Parable, Montana. Mas seu meio-irmão, Hutch, não ficar feliz com a novidade. Afinal, ele sempre gozou de todos os privilégios de pertencer à família Carmody, incluindo a afeição de Joslyn Kirk, a mais clamada Rainha do Rodeio e a mulher que Slade jamais esqueceu. Porém, Joslyn já não era a mesma menina mimada desde que conhecera a face dura da vida. Mas alguém precisa convencê-la e que ela é responsável apenas pelos próprios atos. Incluindo ter roubado o coração de Slade, o homem da lei de Parable...
terça-feira, 26 de maio de 2015
Título: Cartas da Mãe 
Autor: Henfil 
Editora: Codecri
Ano: 1981
Comprar:  Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Este livro é um lugar comum pra Henfil, pois, na realidade ele usa esse título para falar de tudo e sobre todos, usando esse tom íntimo, como aquele que fala com a mamãe. Desta forma, ele fala do período em que este nos Estados Unidos, crítica a ditadura e cobrava posições firmes das celebridades da época.  

"Cartas da mãe" são crônicas no formato de cartas que foram publicadas na revista Isto É de 1977 à 1980. É uma aula de História, nada convencional, pelo contrário, com muita ironia, humor, inteligência e crítica.

Mesmo descobrindo suas obras quase 27 anos depois de sua morte, vale a pena ler Henfil. É muito triste que ele não esteja mais aqui, acredito que ele adoraria a nossa década. Além de rir um monte de polémica na internet. E nos faria rir muito com sua visão de mundo.    

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Sinopse:

Querido Orelhão,

Falar o nome de Geisel, só podia baixinho e entre amigos de infância. O "alemão" não perdoava. Tinha mil olhos, mil ouvidos e aquela postura de quem vai aplicar chineladas no primeiro que rir.

Se lembra? Então vou repetir a frase do Ivan Lessa, a mais repetida ultimamente: de 15 em 15 anos o brasileiro esquece os últimos 15 anos.

Boa, o que que você estava fazendo em 9 de março de 1977?

Eu estava morando em Natal (Rio Grande do Norte) e lia todo dia todos os jornais procurando pistas de abertura lenta, gradual e segura que o presidente Ernesto Geisel prometia, se a gente ficasse bem bonzinho. Aí, indicado pelo Hugo Estenssoro, ganhei do Mino Carta a última página da sua revista, Isto É, que ia virar semanal. "Faz o que você quiser, meu caro", disse o Mino.

Que que eu sabia fazer? Desenhar. E desenhei. Mas um amigo, Woden Madruga, encheu minha cabeça que eu tinha que escrever. "Escreve carta para sua mãe. A melhor coisa que você fazia no Pasquim eram aqueles bilhetinhos pra ela no meio das tiras do Fradim, com os retratinhos da família e tudo."

Ora, naquele tempo minha mãe morava no Rio e eu estava de fato com dificuldade pra matar a saudade dela e minha. Dona Maria já sofria com um filho, Betinho, exilado no Canadá, e agora outro tão longe, lá no nordeste. 

Escrevi.

Timidamente. Só nas estrelinhas falando do governo. Sugerindo. Usava a linguagem dela, o jeitinho dela pra dizer as coisas. E a cada carta que publicava, esperava o aviso da censura. E a censura não vinha. É verdade que eu contava com o respeito que o retrato da mãe provocava. É como se eu estivesse escondido debaixo da saia da mãe. Tinham que passar por cima dela pra me pegar. E fui ousado, lenta e gradualmente. Como você poderá ver lendo a primeira carta, depois a segunda... até hoje.

Será pretensão minha dizer que, por estas cartas, publicadas na Isto É nos anos de 1977, 78, 79 e 80 é possível acompanhar a história do Brasil deste períodos? Pois sou assim pretensioso.

As cartas vivem o início da abertura, os apertos, os medos, a campanha pela anistia, os depoimentos no exílio do Betinho, as greves do ABC, os medos, a volta dos exilados, os apertos, 1977, 1978, 1979, 1980...

Voltando lá atrás. Aos poucos eu fui escrevendo o nome Geisel. Até ele acostumar e não achar que era desrespeito. Depois fui tomando liberdade pra sentar no colo dele, mexer nos bolsos dele. Quando ele viu, eu tinha pregado chicletes na cadeira dele. Aí, já era tarde. Aldir Blanc e João Bôscoli já cantavam pela voz da Elis: - Meu Brasil que sonha com a volta do irmão do Henfil...

Conclusão.

Primeiro: quem tem mãe não tem medo.

Segundo: se todo mundo falar que nem eu, como se EU tivesse feito a abertura, vamos acabar descobrindo que ninguém nos deu abertura nenhum - nós que conquistamos.

E tome que a mãe é sua também.

Henfil
São Paulo, 13 de novembro de 1980
(dia da reproclamação das eleições diretas pra governador)



À minha mãe, Maria da Conceição 
Figueiredo Souza que, por ter gostado
muito de mim, me deu confiança pra 
viver, me deu segurança pra me exibir.
Não tive medo de ser ridículo, não 
tenho medo de morrer.
Porque fui amado.



São Paulo, 23 de setembro de 1980

Dona Maria,

Paz e Bem!

É a primeira carta que lhe escrevo, e esta mensagem, gostaria de transmiti-la a todas as mães, que acompanham seus filhos ao longo da vida, sem prendê-los a si.

O Henfil deve ter-lhe dado muito trabalho. Mas a senhora confiou nele, por saber que ele tem uma missão própria. De fato, ele ama o povo e se dedica de corpo e alma aos que querem ser gente livre, numa Terra que nasceu debaixo do sinal da Cruz, portanto, do sinal do Amor responsável.

Não tenho conhecimento do conteúdo das outras mensagens. Ao que parece, todas elas vão ser escritas por seu filho.

Sei que ele é malandro. Usa expressões que nem a senhora, nem eu usamos. Faz caricatura que podem enfurecer e divertir. Por vezes, podem dar pena.

Deve abordar assuntos que só ele sabe apresentar, daquele jeito é com aquelas minúcias de artista privilegiado. 

O que a senhora sabe, também eu sei. Ele interpreta a vida com aquele sorriso que Deus teve ao criar o mundo e, dentro dele, o ser mais engraçado, que é o homem e a mulher, sobretudo quando este homem e esta mulher querem ocupar o lugar dos outros e, por vezes, do próprio Deus.

O Henfil é engraçado. Mas não é bobo. Bobos são aqueles que não entendem, e engraçada parece toda a História dos Homens, vista por ele. Por isso, peço que a senhora dê licença para mais esta peraltice. Se ele apanhar, ficamos do lado dele: a senhora e eu. Já houve Outro, que apanhou. E nós juramos que iríamos morrer por Ele, se necessário.

Parabéns pelo seu filho e por este novo netinho que ele lhe deu, o livro, que hoje começa a encontrar-se com o Brasil.

Com a melhor bênção,

Paulo Evaristo, CARDEAL  ARNS
domingo, 24 de maio de 2015
Título original: Boundary Lines
Título: Fruto do Pecado
Autor: Nora Roberts
Tradução: Vera Vasconcellos
Editora: Harlequin
Ano: 2014
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Existe alguma forma de não amar os cowboys? Pelo menos os da literatura são impossível não amá-los. São sempre maravilhosos, companheiros e principalmente protetores.

O cowboy da vez, Aaron Murdock, além de ter as habituais características básicas desta espécie, ainda é um romântico apaixonado. Simplesmente não é possível resistir.

A não ser que você seja a esquentadinha e traumatizada Jullian Baron. Uma mulher criada na cidade grande, mas que nunca se adaptou. Quando menina se apaixonou perdidamente por uma fazenda em Montana. 

É nesta fazenda que ela vai se transformar em uma mulher, mas ela trás da cidade grande cicatrizes de uma vida sem amor e com muita rejeição.

Nas vastas extensões de terra e beleza. Jullian e Aaron vão viver uma grande paixão avassaladora, além de muitos conflitos e um roubo de gado devastador.

A pergunta que fica é: Será que este casal vai conseguir superar todos os conflitos e roubos?

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Há anos duas famílias de Montana se
enfrentam em uma disputa ferrenha. Jullian 
Baron e Aaron Murdock parecem decididos
a ser a nova geração da contenda. Entretanto
quando ameaçados por um inimigo comum, 
ambos se tornam poderosos aliados. Não tarda
para que a batalha instalada em seus corações 
seja vencida por uma paixão arrebatadora.
Existiria alguma chance de os Baron e os 
Murdock selarem um acordo por meio de
uma união bastante especial?
sexta-feira, 22 de maio de 2015
Título: Ópera de Sabão 
Autor: Marcos Rey
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2003
Comprar: Nos seguintes sites: Livraria Saraiva e Livraria Folha


Resenha:

O que dizer desta obra espetacular do maravilhoso e genial Marcos Rey? Que não é uma novela ou folhetim convencional. Que com seu humor e perspicácia o autor desconstrói as estruturas de um bom dramalhão mexicano. Que na realidade ele constrói uma comédia inteligente. Sim, Ópera de Sabão é uma comédia que nos faz pensar.

Só por curiosidade, o título é uma brincadeira, "Ópera de Sabão" é a tradução literal de "Soap Óperas", programas americanos de rádio que na época eram patrocinados por marcas de sabão e sabonete. Quando digo época leiam década de 50.

Imagine nesta década de 50, os valores morais e educacionais eram outros. A televisão apenas dava seus primeiros passos e as rádios ainda davam o que falar. E para nos situar ainda mais no período e no tempo, temos o suicídio de Getúlio Vargas, presidente da república. Esta morte é o estopim para toda trama deste "novelão".

Vamos à história, então, temos uma família típica da época, o pai em seu desatino pela morte de Getúlio, se nomeia o próprio vingador do presidente, e diz que vai para o Rio de Janeiro matar Carlos Lacerda. A mãe apresenta um programa de rádio, onde dá conselhos de boas maneiras e conduta, uma mulher totalmente apegada aos valores morais, pelo menos no seu programa.

Os rapazes, 2 filhos, figuras totalmente patéticas que oscilam entre o sexo e a vingança do pai. Já a filha, uma menina-mulher, se rebela, já não tem os mesmos sonhos das moças de sua época, ela quer mais, quer dinheiro e ascensão social.

É assim, sem amor, mas com muito dinheiro que a família e o Brasil se transformam. O país deixa de ser agrícola, para se emparelhar com os países desenvolvidos, com a febre das siderúrgicas e das máquinas. Já a família deixa de ser classe média para viver como os novos ricos.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

O Brasil que está aqui dentro é principalmente o dos anos 50. O humor e as emoções, da primeira linha à última, são universais, embora tragam a marca do talento farsesco de Marcos Rey. A trilha sonora em geral são boleros e baiões, ouvidos no rádio ou nas boates da moda. Os personagens, moldados na melhor tradição picaresca urbana, se não são jovens curiosos por sexo e ávidos por ascensão social, são gente mais velha às voltas com suas derradeiras e envolventes peripécias na vida ativa.

Mas, calma: tem também uma cantora de bolero, voluptuosamente fatal e uruguaia, uma senhora gorducha e sensual que se compraz em tocar no piano saltitantes chorinhos de Ernesto Nazareth para o amante, uma decadente conselheira de programa radiofônico em plena crise moral, uma tola senhorita que se deixa levar por um galã de bairro a um terreno baldio para apreciar o luar... 
quarta-feira, 20 de maio de 2015
Título original: True Colors
Título: Dura Vingança
Autor: Diana Palmer
Tradução: Gracinda Vasconcelos
Editora: Harlequin
Ano: 2010
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

Muito, mais muito bom... Apesar já ter sido lançado há algum tempo este livro é daqueles que não tem tempo de validade é atemporal. 

Definitivamente, Meredith é a melhor mocinha de todas que Diana Palmer já nos presenteou. Independente, objetiva e carismática. Sem falar, que tem muita fibra. E que encontrou o par ideal, no bonitão e arrogante Cy. 

Posso estar equivocada mas tive a impressão que Cy perde a razão com muita facilidade, é machista e um pouquinho vingativo. Mas Meredith tirou de letra, não se deixou abalar por nenhuma provocação.

Sr. Smith é um fofo, ADORO, apesar da iguana. Ele me parece mais uma das obsessões da DP. Todo livro tem que ter alguém que trabalhou para CIA, ou é mercenário, ou é do exercito. Porque será?

É por tudo isso, e muito mais, que recomendo Dura Vingança.

ADORO!!!!!!!!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Dura Vingança

Ela assumiu seus negócios... mas será que a paixão a impediria de comandá-los?

Meredith Ashe pensava que seu coração fora partido para sempre quando a família de Cy Harden a expulsou da cidade, ainda muito jovem, sem dinheiro e grávida. Agora, ela está transformada em uma mulher forte, e voltou não só segura de si, como também vice-presidente de uma corporação multinacional. Seus planos são simples: assumir o comando das propriedades dos Harden. Cy nada sabe sobre os segredos que Meredith esconde, e ela não tem a menor intenção de revelá-los. Na verdade, Meredith prefere que ela a veja como a adolescente frágil e tímida de antigamente. Porém, seu corpo a surpreende ao reagir deliciosamente a cada toque de Cy. E, uma vez apaixonada... nem mesmo seus planos mais mirabolantes poderão protegê-la...



Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 
http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
segunda-feira, 18 de maio de 2015
Título original: The Guardian
Título: O Guardião
Autor: Nicholas Sparks 
Tradução: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha e Amazon


Resenha:

No mínimo interessante. O casal é fofo, o cachorro é apaixonante. Uma história de superação. Que nos faz pensar que apesar da perda é sempre possível seguir em frente.

E que se pode de uma hora pra outra descobrir que o amor da sua vida sempre esteve ao seu lado, que só faltava você perceber, enxergar ou simplesmente olhar com mais profundidade aquele homem.

Infelizmente nem tudo é flores, no caminho havia um psicopata, extremamente inteligente e perspicaz, que consegue enganar várias pessoas com muito charme e educação.

Este homem mau até consegue se passar por vítima para polícia. Não há dúvida que têm uma mente diabólica.

Temos que rezar para que o casal consiga fugir deste diabólico ser antes que seja tarde demais.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe  uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela.

Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado.

Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como uma rainha.

Julie está animada como havia muito tempo não se sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela.

Quando percebe que seu desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens. Ela tem que tomar uma decisão. Só não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo.

O Guardião contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas desta vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de muito suspense.



Sinopse:

Julie cresceu vendo sua mãe trocar de namorado como quem troca de roupa e nunca se sentiu confortável com aquela situação. Chegou a ser assediada por um deles e, quando falou com a mãe sobre isso, foi acusada de se insinuar para ele.

Então decidiu sair de casa. Por algum tempo viveu nas ruas, aceitando qualquer trabalho humilhante em troca de um teto e um prato de comida.

Certo dia conheceu Jim num restaurante. Ele pagou seu café da manhã e se ofereceu para ajudá-la a encontrar um trabalho e um lugar para ficar. Bastaria que ela se mudasse para a pequena cidade de Swansboro, na Carolina do Norte.

Sem nada a perder, ela aceitou a proposta. Pouco depois sua vida estava refeita: começou a trabalhar como cabeleireira no salão de Mabel, tia de Jim, e descobriu nele o amor da sua vida.

Acontece que o destino tem um jeito estranho de pregar peças. Seis anos após se casarem, Jim morreu em consequência de um tumor cerebral. Tudo o que restou a Julie foi um presente inusitado deixado de surpresa pelo marido: um filhote de cachorro dinamarquês.

Quatro anos depois, Julie decide que está na hora de refazer sua vida e, quem sabe, encontrar um novo amor. Mas quem seria o companheiro ideal? O sofisticado engenheiro Richard Franklin, que não poupa esforços para agradá-la? Ou o prático mecânico Mike Harris, o melhor amigo dela e de seu falecido marido?

Obrigada a tomar uma decisão, Julie escuta seu coração, mas acaba provocando um ciúme doentio que pode ter consequências devastadoras.
domingo, 17 de maio de 2015
Título original: The Creed Legacy
Título: Um Forte Legado
Autor: Linda Lael Miller
Tradução: Gracinda Vasconcelos 
Série: Os Creed 03
Editora: Harlequin
Ano: 2012
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Com Brody, finaliza-se a trilogia dos primos Creed, o que é uma pena, pois vou morrer de saudade dos meninos, já tinha me afeiçoado aos lindos, gostosões e sexy’s priminhos.

Este último, Brody, é com certeza o mais básico e também o que trás a maior carga emocional para história dos três. O que dá um equilíbrio ao lado mais selvagem deste Creed.

Já Carolyn é uma alma livre, sem raízes, mas que está à procura de um porto seguro. Mas seu passado e sua intolerância ao álcool, não vão ajuda-la a ter mais coragem para arriscar.

Desta vez o indomável Brody vai ter que dançar conforme a música e ter muita paciência e confiança em si mesmo, e esquecer o passado. Para conquistar a mulher com alma de artista.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Um Forte Legado
Os Creed 
Linda Lael Miller, a Primeira Dama do Oeste, está de volta com uma nova trilogia. Três romances sobre a força do amor é como criar raízes. Experimente a emoção de ler as histórias dos Creed, três primos duros de domar! 

Rude e confuso, Brody Creed gosta da vida na estrada e nos rodeios. Até que surge uma oportunidade de reencontrar seu distante irmão gêmeo quando ele retorna ao "lar" depois de muitos anos longe. De repente, Brody está no território dos Creed e, aos 33 anos, é um bad boy inquieto no meio de uma família com forte laços com a terra e entre si. Para piorar, um segredo do passado o assombra e ameaça seus planos para o futuro. Enquanto isso, o relógio biológico de Carolyn Simmons começa a bater desesperadamente, e ela sai em busca do homem ideal em Lonesome Creek. E Brody está em sua mira, ainda que ele seja o oposto de tudo que ela sonhou. Mas laçar o coração desse caubói pode mostrar para ela o quanto são perfeitos um para o outro.
quinta-feira, 14 de maio de 2015
Título: Vento Sudoeste
Autor: Luiz Alfredo Garcia-Roza
Série: Espinosa 03 
Editora: Companhia das Letras 
Ano: 2010
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha e Amazon


Resenha:

A cada livro que leio do Garcia-Roza mais impressionada fico. A naturalidade com que ele expõe a realidade e a fantasia, o raciocínio lógico e a imaginação. É complemente enlouquecedor.

Apesar de não estar lendo na ordem de lançamento é possível perceber a evolução do personagem Espinosa. Um homem por si só fascinante. Sua inteligência e intuição o transformam num dos personagens mais interessante da literatura brasileira.

A trama psicológica fica evidente neste livro desde início. Um rapaz procura Espinosa para ajudá-lo, pois um "vidente" previu que ele mataria uma pessoa antes do seu próximo aniversário.

Não há dúvida que autor usou toda sua experiência como psicólogo para traçar um perfil psicológico clássico de paranoia e fanatismo para alguns personagens importantes da trama.

É um livro para ser saboreado com calma, pois é uma história simplesmente fantástica.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

NO RIO DE JANEIRO, o vento sudoeste anuncia mudança. Não se trata apenas da mudança óbvia, do tempo. Para os moradores locais, ele tem a natureza de sinal. Pode ser sinal de chuva ou de ressaca nas praias, pode ser sinal para o pescador permanecer em terra, pode ser sinal de que mudará o humor dos garçons ou de que Maria vai brigar com João. E também pode ser sinal de morte violenta. 

Soprava uma Sudoeste quando o delegado Espinosa saiu para se encontrar com o homem que lhe fez o estranho pedido: investigar um assassinato que ainda não tinha sido cometido e cujo assassino seria ele próprio. Mas estranho ainda: o homem ignorava o motivo do crime, como seria cometido e quem seria a vítima.
terça-feira, 12 de maio de 2015
Título original: Heart Of Stone
Título: Coração de Pedra
Autor: Diana Palmer
Tradução: Vera Vasconcellos
Série: Homens do Texas 39
Editora: Harlequin
Ano: 2015
Comprar: É possível compra no site www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha:

Lá vamos nós com mais um mocinho da Diana Palmer. Boone Sinclair é um homem cheio de cicatrizes internas e externas. Que ainda não superou os traumas da sua passagem pelo exército americano, como soldado das Forças Especiais ele estivera na linha de frente durante a guerra.

Além de tudo isso Boone é apaixonado pela jovem Keely Welsh, mas a considera muito jovem, então tenta ignorá-la de todas as formas. Ao mesmo tempo que é possessivo é ciumento em relação a ela. 

E tudo se torna muito complexo com essa coisa de "bater e assoprar", Keely acredita que Boone odeia as mulheres e principalmente ela. A mocinha está conformada, acredita que nunca vai ser amada, casar ou ter filhos.

Mas quando Keely tem a vida em perigo Boone não consegue mais disfarçar seus sentimentos. Agora cabe a mocinha decidir se quer conviver com as suas cicatrizes e mais as do mocinho.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Coração 
de
Pedra

Um amor de infância... 
Como um homem de negócios e fazendeiro, Boone Sinclair possui tudo o que sempre quis - mas Keely Welsh jamais fizera parte de seus planos. A doce menina sempre fora apaixonada pelo taciturno cowboy, embora soubesse que não tinha nenhuma chance... Afinal, ele era experiente, e ela, muito inocente. Quando a vida de Keely é ameaçada por forças que ela não consegue controlar, ele se torna sua única chance de sobrevivência. Boone é a marca registrada do típico homem do Texas: calado, nobre, leal e bastante teimoso. Caberá a Keely convencê-lo de que ela não é mais uma menina, e sim uma mulher pronta para arrebatar seu coração!



Obs.: Se você quer saber mais sobre a autora Diana Palmer e seus livros entre no blog: 
http://su-romanticgirl.blogspot.com.br/  da "Suelen Mattos" a nossa especialista em Diana Palmer aqui no Brasil.
domingo, 10 de maio de 2015
Título original: Jí Xiáng Feng Shui
Título: Feng Shui da Boa Sorte
Autor: Mestre I Ming
Manual: teórico-prático 
Prefácio: Heródoto Barbeiro e Haroldo de Campos
Editora: Edição do Autor
Ano: 2011
Comprar: Nos sites da Livraria Cultura e Livraria Saraiva


Resenha:

Devo admitir que meus conhecimentos eram muito poucos sobre as práticas do Feng Shui. Havia lido, há muito tempo atrás, uma revista de paisagismo que continha uma pequena matéria sobre um jardim Feng Shui. Na minha ignorância na época, acreditei que esta filosofia só eram utilizadas em jardins. 

Quando um amigo me emprestou o livro, não fazia ideia da profundidade e da extensão da filosofia do Feng Shui. Não imaginava que havia possibilidade de se aplicar estas teorias no ambiente de trabalho ou no lar, em relacionamentos, saúde, dinheiro e muitos outros.

É uma prática milenar, muito simples, clara e direta. E ao mesmo tempo profunda voltada para os elementos da natureza. Tenta nos remeter ao passado mais longínquo do homem, nos lembrando da forma que vivíamos e tentando mostrar os caminhos que podemos seguir, mesmo com tanta modernidade e tecnologia. 

Como já se diz na capa do livro é um manual teórico-prático. O mestre I Ming foi extremamente feliz em suas teorias esclarecedoras. Pois, um leigo pode tomar conhecimento do pensamento chinês e um praticante pode encontrar inúmeras dicas para aprofundar seus estudos numa cultura milenar.

É impossível não ficar entusiasmado é querer aplicar todos os conhecimentos adquiridos imediatamente, no dia-a-dia. Mas é bom lembrar que essas práticas requerem planejamento, disposição e muita fé.

Não vou aqui dar nome aos bois ou tigres, nem falar do vento ou da madeira.  Pois ainda estou dando os primeiros passos para os conhecimentos desta filosofa, mas acredito que o importante é conhecer outras formas de pensar, ver a vida e a natureza. Ainda mais quando o homem se distância cada vez mais de seu verdadeiro "eu", deixando se levar apenas pelo o que é moderno, sem observar a simplicidade da vida.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Desenvolva seu pode da mente com o papel vermelho.

Harmonize a casa para ter sorte.

Como elaborar seu cartão de visita.

Roteiro de aplicações do Feng Shui da Boa Sorte:

*para seu lar,
*local de trabalho,
*relacionamento,
*saúde,
*dinheiro,
*jardim,
*quarto de crianças.



Sinopse:

Em estilo simples, desataviado, destinado ao esclarecimento de um público não familiarizado com o pensamento chinês e com as práticas nele inspiradas, Mestre I Ming, sem preocupar-se com aprofundamentos teoréticos e complexas disquisições filosóficas, redigiu um verdadeiro manual propedêutico para os brasileiros interessados em cultivar o Feng Shui. Aí se encontra o mérito especial deste seu trabalho, no qual o autor enfeixa seus conhecimentos e vivências  e os põe ao alcance dos leitores brasileiros

Haroldo Campos
sexta-feira, 8 de maio de 2015
Título original: Command Performance 
Título: Mercador de Ilusões 
Autor: Nora Roberts 
Tradução: Deborah Barros
Série: O Reino de Cordina 02
Editora: Harlequin
Ano: 2013
Comprar: É possível compra nos sites: www.harlequinbooks.com.br e www.amazon.com.br ou em uma boa banca de jornais.


Resenha: 

Muito melhor que o primeiro livro da série. Apesar do Alexandre ser um príncipe herdeiro, extremamente devotado as regras e tradições. (Tenho pavor as regras e tradições da realeza.)

Entretanto, o amor que ele sente por Eve e tão profundo, que o torna tão vulnerável e por isso humaniza tanto, que há momentos que até esquecemos que ele é um príncipe, pois ele se torna apenas um homem apaixonado. 

Por mais que não goste de livros com príncipes e princesas, devo admitir que fiquei encantada com o enredo.

Não posso esquecer ou deixar de lado o fato de Eve ser um personagem muito interessante e totalmente alheio a tanto protocolo. Vai ser interessante observar como ela vai lidar com tudo isso, se um dia se tornar princesa.

ADORO!!!

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

Anos atrás, Eve Hamilton acalentava uma paixão de adolescente pelo poderoso, reservado e atraente príncipe Alexandre. Entretanto, ele 

desaprovava essa conduta. Quando finalmente se reencontram, Alex fica fascinado ao conhecer a mulher bela e independente na qual Eve 

se transformou.

Agora, tudo o que Alexander mais deseja é mostrar que ele é o homem certo para ela...
quarta-feira, 6 de maio de 2015
Título original: The Choice
Título: A Escolha
Autor: Nicholas Sparks
Tradução: Ivan Panazzolo Júnior  
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Comprar: Nos seguintes sites: Americanas, Submarino, Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha e Amazon


Resenha:

É muito simples, nunca, jamais, em momento algum gostaria de estar na pele de Travis. Se ele fez a escolha correta, não sei dizer, talvez por acreditar num "milagre" ele tenha feito a melhor escolha.

Entretanto, acredito que uma pessoa tenha o direito de deixar tudo especificado e que seus pedidos sejam atendidos (como num testamento) quando está já não pode responder por si mesma. 

Mas como dizem, o amor tem destas coisas. Quando todos já desistiram, os que amam ainda lutam, têm esperança e coragem, mesmo que muitas vezes a causa já esteja perdida.

Só digo para finalizar, é muito difícil observar alguém definhar lentamente. Ainda mais quando é alguém que se ama.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

A Escolha conta a história de duas pessoas bem diferentes: Gabby, uma mulher da Carolina do Norte (EUA), que sempre obedeceu aos pais, comportando-se bem e nunca arranjou muito tempo para si, e Travis, o veterinário da cidade, que adora viver nos extremos, com seus esportes radicais.

Acontece que Gabby e Travis têm algo em comum: são vizinhos e amam cachorros. Ele tem um boxer gigante e ela, uma border collie. E, graça aos cães, os vizinhos se conhecem.

No entanto, apesar de suas tentativas, Travis não consegue agradar a linda ruiva Gabby, que, definitivamente, parece não gostar dele.

Até o dia em que resolvem tentar de novo e se conhecer começando pelo "oi". A partir daí, a relação entre os dois muda completamente...

Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, "A Escolha" nos faz refletir sobre a questão mais difícil de todas: até onde você iria para manter o amor da sua vida?



"Tem lições sutis sobre o amor é a esperança. (...) Reforça a teoria de que todas as escolhas, independentemente do quando possam parecer sem importância, sempre têm consequências, mesmo que num futuro distante. Sparks se tornou um excelente contador de histórias graças à sua capacidade de pegar pessoas comuns, colocá-las em situações extraordinárias e criar conclusões inesperadas."
BookReporter.com



Sinopse:

"Ultimamente, parecia que ele não sabia a respeito de muitas coisas. Havia pessoas que alegavam ter todas as respostas, ou pelo menos as respostas para grandes questões da vida, mas Travis nunca havia acreditado nessas pessoas. Havia algo na segurança com a qual elas falavam ou escreviam que parecia rotular aquilo como charlatanismo. Mas, se houvesse uma pessoa capaz de responder a qualquer pergunta, Travis perguntaria o seguinte: até onde uma pessoa deveria ir em nome do amor verdadeiros?

Ele poderia fazer aquela pergunta a cem pessoas diferentes e receber cem respostas diferentes. A maioria era óbvia: uma pessoa deveria sacrificar, aceitar, perdoar, ou até mesmo lutar se necessário... e a lista não parava por aí. (...) Uma coisa era certa: ele deveria ter sido um marido melhor. E, ao considerar a questão sobre até onde uma pessoa deveria ir em nome do amor, ele sabia qual deveria ser a sua resposta. Às vezes, aquilo significava que uma pessoa deveria mentir.

E, em breve, ele deveria decidir se faria aquilo."
segunda-feira, 4 de maio de 2015
Título: A Hora do Amor
Autor: Álvaro Cardoso Gomes
Desenhos: Alcy
Série: Beto e Lúcia Helena 01
Editora: FTD
Ano: 1994
Comprar: Nos seguintes sites: Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Livraria Folha 


Resenha:

Como é difícil ser adolescente!

Li este livro já faz algum tempo. Era adolescente. Já não o sou, graças a Deus. 

Não tenho uma explicação lógica, mas, este livro me marcou de uma forma surpreendente. A primeira vez que o li, chorei o tempo todo. O que não faz o menor sentido.

Hoje, tento entender... será que não tava bem? Ou me identifiquei com o Beto? Bem, nunca fui mentirosa. Tudo bem, ele não prejudicou ninguém com suas mentiras, mas acredito que com elas, as coisas foram mais difíceis, ou melhor, a adolescência dele passou e ele não disse a verdade. 

Cada vez acho, que o pior da adolescência é você não falar o que realmente sente, esconde seus sentimentos.

Leiam e depois me digam se é maluquice mesmo da minha parte.



Contra Capa:

A adolescência de Beto na década de 60. A escola e a
família tentando impor valores e normas. Entre eles,
pouco diálogo. Como conviver com
tudo isso? Refugiando-se em si mesmo, sendo
irreverente, marginalizando-se? Nesse conflito, Beto
conhece o amor. E, com ele, o afeto, o desencontro, a
dúvida.



A HORA DO AMOR, de Álvaro Cardoso Gomes, fala sobre
o conflito existencial da adolescência e o caminho de
Beto para superá-lo.
sábado, 2 de maio de 2015
Título: Henfil nas Eleições: ARENA USARÁ TRI NA CAMPANHA!
Autor: Henfil
Editora: Santuário 
Ano: 1994
Comprar: Infelizmente só nos sebos.


Resenha:

O título já diz tudo, são charges sobre eleições. Irônicas, inteligentes e divertidas. Como tudo que o Henfil fez, por mais que o assunto seja sério, o humor está sempre presente. E nós agradecemos.

As charges são sobre eleitor indeciso; eleitor mecânico; eleitor arrependido; eleitor de primeira vez; eleitor inconsciente; eleitor apertado; eleitor revoltado; eleitor de cabresto; eleitor do Amazonas; o horário eleitoral e eleições americanas.

Foi assim, desta forma que Henfil brincou e ao mesmo tempo conscientizou a todos com suas charges bem-humoradas, realistas e críticas.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Contra Capa:

"Você vai torcer
aí do Céu
e nós vamos votar
aqui na Terra
para ver se a democracia
funciona para melhorar
a vida de nossa gente."



Sinopse:

Rio de Janeiro, 26 de julho de 1994

Querido Henfil:

Desde que você se foi muitas coisas aconteceram por aqui. Umas boas ou ótimas e outras que a gente fica com vergonha de ser brasileiro. 

A miséria continua, mas a solidariedade se manifestou de forma surpreendente. Um terço da sociedade brasileira participa da Ação da Cidadania de alguma forma! É muita gente! Morrem crianças de fome em toda parte, as da rua continuam dormindo debaixo das marquises. A Graúna passou uma fome danada lá no Nordeste, quase morreu de sede e de revolta. Ficou brava. O Bode Orelana comeu grama seca e ficou uma fera. O Baixinho tem mania de gritar "Assalto!" na entrada do Túnel Rebouças e o Cumprido foi acusado pela esquerda de pregador da utopia. Eles estão sentindo sua falta.

Tem gente aqui que vive com medo de assalto, de seqüestro, da violência, mas continua naquela boa vida se lixando para o que acontece com os outros. Mas tem muita gente que dá duro para viver e inventa mil formas de ser brasileiro, apesar de tudo.

Ganhamos o Tetra e o Brasil virou uma loucura de alegria. E foi aí que a gente resolveu convocá-lo. Afinal, você já deve ter descansado demais aí no Céu, comendo maná e contando piadas para os anjos. O Ivan escolheu as charges, a Casa do Hemofílico teve a idéia, e a Ação da Cidadania entrou no pedaço. Todo o dinheiro deste livro vai para a Campanha Contra a Fome e a Miséria.

Você vai torcer aí do Céu e nós vamos votar aqui na Terra para ver se a democracia funciona para melhorar a vida de nossa gente.

A família, agora menor com sua partida, do Chico e da Zilá, continua firme. Dona Maria anda bem esquecida das coisas e o resto está tudo bem. Todos mandam lembranças e sentem muitas saudades de você. Mas, pode ter certeza, um dia a gente se vê. Abraços para todos aí em cima.

Segue o seu exemplar com um abração do mano
Betinho



Unir o útil ao agradável. Era isso que meu pai gostava de fazer. Fazia o que gostava, é tão bem que vivia disso, mas também usava seu desenho para ajudar qualquer tipo de movimento que fosse justo, numa época diferente da atual, em que, na política, só existiam: situação (Arena), representando o governo militar, e oposição (MDB).

Neste livro, você também vai poder unir o útil ao agradável. Poderá ter alguns momentos de distração e diversão, e ainda estará colaborando com a campanha contra a fome.

Ivan Cosenza de Souza  

Quem sou eu

Minha foto

Sou Jornalista, artesã, corredora(pelo menos tô começando), leitora fanática..., mas tem a cara de pau de achar que ainda pode dar conta de um blog, acredita?

Facebook

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquise no blog

Meus livros no Skoob

Instagram

Popular Posts

Goodreads

Adriana's books

This Calder Sky
5 of 5 stars
Os Donos da Terra Janet Dailey Isabel Paquet de Araripe A Saga da Família Calder 01 Record 1983 Já devo ter mencionado, em outra resenha de algum livro da Janet Dailey, mas é necessário reforçar. Os personagens que está autora cria são ...
The Unexpected Millionaire
5 of 5 stars
Inesperado Susan Mallery The Million Dollar Catch 02 Harlequin 2014 Meu Deus!!! Como não se apaixonar por Willow? Impossível, é uma personagem cativante, hilária, espertinha, carinhosa e solidária. Não é atoa que Kane se apaixona d...
Das Kartengeheimnis
5 of 5 stars
O Dia do Curinga Jostein Gaarder Cia. Das Letras Ano: 1999 Já vou avisando, qualquer exagero, disparate, heresia ou algo que valha; escrito por mim nesta resenha, não pode ser classificado com absurdo, ok? Porquê? Muito simples. Sou ...
1808
5 of 5 stars
1808 Laurentino Gomes Planeta 2009 Apesar de estar ligado à história, Laurentino Gomes não é historiador ou biografo. Ele é jornalista. Por isso, talvez, posso dizer que este livro tem uma linguagem e uma compreensão dinâmica. Com mu...
Dance to the Piper
5 of 5 stars
Maddy Nora Roberts Os OHurley 02 Harlequin 2014 Não há dúvidas que Maddy é a mais maluquinha das trigêmeas. Identifiquei-me com muito com ela. É uma pessoa positiva, sem medo de arriscar e encarar o desconhecido. Quando se apaixona...

goodreads.com

Translate

Follow by Email